O 2º dia do Jogo das Estrelas












O Pedrocão ficou lotado (Fotojump/LNB)
O NBB Brasil, de Henrique Coelho e Demétrius Ferracciú, levou a melhor sobre o NBB Mundo de Robby Collum. Pela quarta vez consecutiva o time brasileiro venceu o Jogo das Estrelas. Jogando em Franca, no Pedrocão, a equipe nacional fez 131 a 110 na tarde desse sábado. O placar marca a segunda maior diferença de pontos desde a implantação do sistema de brasileiros versus estrangeiros. A diferença mais alta segue de 23 pontos, em 2012, quando o jogo também foi realizado em Franca. 

Mas, apesar desse final tão favorável ao time brasileiro, o jogo teve momentos de intensa disputa. O NBB Mundo foi aos vestiários, no intervalo de jogo, vencendo a partida por 62 a 59. Apenas no terceiro período, com o treinador Demétrius armando o time brasileiro, houve a virada e uma desgarramento do NBB Brasil.
Uniformes tiveram cores inéditas (Fotojump/LNB)

O MVP de 2015 foi Ricardo Fischer, de Bauru. O armador foi o cestinha do jogo e único a conseguir um duplo-duplo, com 26 pontos (em 29 tentados) e 13 assistências. Começando no banco, os minastenistas tiveram poucos minutos. Henrique Coelho, em 9'36s, anotou 4 pontos e 2 assistências. Já Robby Collum, em 9'15s, passou zerado.

Casa cheia e novidades no uniforme

O Pedrocão recebeu um grande público. Aproximadamente os seis mil lugares do ginásio foram completamente preenchidos. Uma das principais novidades que puderam ser vistas por essa massa de basqueteiros foi em relação aos uniformes. 

Pela primeira vez as camisas foram feitas pela Adidas e tiveram cores bem diferentes das utilizadas nos anos anteriores. O NBB Brasil deixou o amarelo e se vestiu de branco - em um uniforme que lembra o da seleção brasileira. E o NBB Mundo deixou o azul pra se vestir de vermelho.

Comentários