Radar Ultras - Primeiro giro

Cestinha do NBB 9 estaria rumo ao atual campeão [Caio Casagrande/Bauru Basket]

Como já é tradição na transição de temporada, a Ultras apresenta o seu radar. Os boletins do Radar Ultras trazem giros pelas principais movimentações e rumores do mercado do basquete brasileiro. Acompanhe e fique por dentro do que a temporada 2017-2018 promete para a nossa modalidade querida.


O basquete paulista, em virtude de seu estadual com início mais próximo, tradicionalmente força suas franquias a se movimentar mais cedo. Em Minas, ainda sem previsões quanto a data de início do estadual, os minastenistas já anunciaram a contratação de seu novo treinador, Flávio Espiga. Vamos ao Radar!


Bauru

O campeão do Novo Basquete Brasil 9 já começa a pensar em seu futuro. Em meio a tratativas com os patrocinadores, para a consolidação do orçamento para a próxima temporada, o Bauru tem diversos jogadores cobiçados pelo mercado. Três de seus protagonistas, Alex Garcia, Léo Meindl e Jefferson Willian, são constantemente ventilados como possíveis reforços de outras franquias. Por outro lado, conforme o site bauruense Canhota10 apresentou com exclusividade, o elenco bauruense será reforçado pelo cestinha do último nacional: o norte-americano Kendall Anthony. O baixinho armador do Macaé anotou médias de 20,6 pontos e 5,9 assistências.

Mogi

O campeão Sulamericano de 2016 começou seu elenco pelas renovações. O técnico Guerrinha terá novamente ao seu dispor os atletas Vithor Lersch, Larry Taylor, Guilherme Filipin, Jimmy Dreher, Shamell Stallworth, Fabrício Russo, Tyrone Curnell e Caio Torres. Dois atletas não terão os contratos renovados, o armador Elinho e o ala-pivô Gerson. Para reforçar o elenco chegam dois jovens com passagens pelo Minas: o armador Patrick Carioca, que estava no Caxias, e o ala Rafa Moreira, que estava no Macaé. O pivô Wesley Sena, que defendeu o Contagem Towers na Liga Ouro, está na mira mogiana.

Franca

Após anunciar o patrocínio máster do SESI e renovação com a Magazine Luiza, o Franca está balançando o mercado de especulações. De certo, a equipe do técnico Helinho já anunciou as renovações de Alexey, Henrique Coelho, Pedro, Jay, João Pedro, Antônio e Cipolini. Já na busca do mercado, nomes como Alex, Léo Meindl e Jefferson, do Bauru, o ala-pivô Luis Gruber, do Basquete Cearense, e o armador Valtinho, de Bauru, são rumores frequentes.

Pinheiros

Outro paulista a movimentar o mercado é o Pinheiros. Dono de uma ótima campanha no NBB 9, o time de César Guidetti renovou com Desmond Holloway, Corderro Bennett, Gemerson e Ralfi Ansaloni. Indo ao mercado para fortalecer seu garrafão, o clube da capital paulista está se reforçando com o principal nome do Caxias, o ala-pivô Arthur Bernardi, e com Marcus Toledo, que atuou pelo Basquete Cearense.

Vitória

Outro semifinalista do NBB 9, o Vitória também aposta na renovação de diversos atletas. A equipe de Régis Marrelli já confirmou as permanências de Kenny Dawkins, Victor Palma, André Góes, Arthur Belchor, Renato Scholz, Edu Mariano e Douglas Kurtz.

Basquete Cearense

Apesar de já ter confirmada duas saídas, a franquia do técnico Alberto Bial vai se movimentando no mercado. A equipe perdeu Flávio Espiga, então assistente técnico, para o Minas, e o pivô Marcus Toledo, para o Pinheiros. Pensando nessa reposição os cearenses estariam negociando com o pivô Renan Lenz, que teve uma ótima temporada justamente pela franquia pinheirense.

Brasília

Equipe multicampeã do basquete nacional, o Brasília vive dias de caos. Após perder vários patrocinadores, a franquia se vê inclusive correndo o risco de encerrar atividades. Seus atletas com contratos findando, incluindo Fúlvio e Guilherme Giovannoni, já estariam testando o mercado. Já aqueles que ainda tinham um ano de contrato, como Deryk Ramos, Jefferson Campos e Lucas Mariano, vem recebendo sondagens de outras equipes.

Campo Mourão

Outra franquia com sérios problemas financeiros é o Campo Mourão. Os paranaenses foram sensação em sua estreia pelo NBB, chegando aos play-offs. Entretanto, como publicizado por diversos atletas do elenco e motivo de nota pela Associação de Atletas, a equipe estaria devendo três meses de salários aos jogadores. Fato que coloca todo o elenco mourãoense como possibilidade no mercado.

Comentários