Copa Avianca - Na final

Wesley foi o cestinha do jogo com 32 pontos [Caio Casagrande/LNB]

Invicto na Copa Avianca, o Minas teve mais um jogo pela fase classificatória da competição na noite desse domingo (29). O adversário foi o Botafogo, que até então vinha de três derrotas no torneio. A partida anterior, o clássico carioca entre Flamengo e Vasco, deu um novo contorno para o Minas. A vitória do cruz-maltino sobre os rubro-negros, por 93-83, já colocava na final, com ainda uma rodada por jogar, vascaínos e minastenistas.

Apesar da garantida vaga antecipada para a final da Copa, o time de Flávio Espiga seguiu o seu planejamento para a partida. A equipe vem rodando os garotos da base, que vem compondo o elenco adulto. Depois de Tiago e Bruno, hoje foi a vez do ala-pivô Marcos Cunha ser relacionado. O Botafogo, por sua vez, segue desfalcado do ala norte-americano Cameron Tatum, que só deve chegar ao país com o Novo Basquete Brasil já em andamento.

O Minas começou mostrando superioridade desde o início da partida. A dupla Wesley e Gegê combinou para 17 pontos, que auxiliaram os minastenistas a vencer o quarto inicial por 24-18. No segundo período, porém, o Botafogo ajustou sua defesa. Na parcial que o Minas mais enfrentou dificuldades para anotar suas cestas, os visitantes tiraram um ponto na diferença. O Minas levava aos vestiários a vitória por 40-35.

Na volta do intervalo o Minas veio disposto a liquidar a partida. O pivô Wesley Castro seguia on fire e chegava a sua terceira bola de três pontos. O setor defensivo, com a intensidade de Jefferson e Audrei, somados aos rebotes de Teichmann, limitaram o Botafogo a 9 pontos. Os minastenistas levavam o jogo para 61-44. No quarto derradeiro o Minas viveu apenas um momento de oscilação, quando permitiu aos botafoguenses a redução da diferença para apenas um dígito. Mas com a cabeça no lugar, mesmo quando o armador alvinegro Arnaldinho provocou uma confusão junto ao minastenista Evan Roquemore, o Minas retomou as rédeas da partida. Final de jogo com vitória por 87-79 [24x18/ 16x17/ 21x9/ 26x35].

O pivô Wesley Castro, do Minas, foi o cestinha do jogo, com 32 pontos. O armador Gegê Chaia, que muito contribuiu com a performance do cestinha, foi o lider em assistências, com 10 passes. Já o ala-pivô Guilherme Teichmann, com 9 sobras, foi o reboteiro da equipe.

 
Em sua melhor partida na carreira como adulto, Wesley Castro valorizou o trabalho em equipe. "Essa performance é graças ao apoio que a comissão técnica e os companheiros de equipe me dão. Sem eles eu não faria nenhum ponto, tenho certeza", avaliou o pivô, de 22 anos. Espiga seguiu a mesma linha, destacando o trabalho de várias áreas no condicionamento do atleta. "O trabalho do Paulinho (preparador físico) tá sendo sensacional, bem como de toda a fisiologia e fisioterapia do clube. Estando fisicamente bem, os atletas ganham confiança para executar o que sabem fazer. Então esse trabalho multidisciplinar tem sido fundamental", destacou o técnico sobre o bom jogo do pivô.

Com dez assistências na partida, o armador Gegê Chaia também destacou a solidez da equipe. "O time inteiro está de parabéns. Nosso foco está só dentro de quadra, em melhorar e crescer. Os destaques individuais mostram a força do nosso grupo. A cada jogo um si destaca. Isso mostra que o nosso elenco é recheado e tem muito para crescer até o NBB", apontou o armador.

O clube terá três jogos seguidos contra o Vasco no intervalo de uma semana, dois pela Copa Avianca (30 e 31/10) e na estreia do NBB (07/11). Flávio Espiga pondera, afirmando que ainda "temos que pensar nessa situação, de três jogos seguidos contra uma mesma equipe. O mais legal para a gente é aproveitar esse momento. É difícil chegar em uma final, de qualquer tipo de campeonato. O Minas não disputa uma final de nível nacional/internacional há dez anos. Então vamos desfrutar esse momento. Aproveitar tudo, desde os departamentos administrativos do clube até a torcida."


Sob o olhar do comandante - O novo treinador da seleção masculina de basquete, o croata Aleksandar 'Aco' Petrovic, também marcou presença na Arena Minas nesse domingo. O técnico, que recentemente lançou a sua lista para as eliminatórias da Copa do Mundo da China, tinha um interesse especial no clássico entre Flamengo e Vasco. As duas franquias combinam para cinco atletas convocados por Aco.

Na preliminar - Na partida inicial realizada na Arena Minas, o Vitória alcançou seu primeiro triunfo na Copa ao bater o Basquete Cearense por 76-69, no clássico do nordeste. Classificados antecipadamente para a final, Minas e Vasco tem 4-0. O Flamengo, com 2-2, o Vitória e o Basquete Cearense, com 1-3, e o Botafogo, com 0-4, vem na sequência.

Confira a tabela completa da Copa Avianca

Prévia da final - A Copa Avianca segue nessa segunda (30), com mais uma rodada tripla.  As 16 horas temos o jogo entre 
Flamengo e Basquete Cearense. Já as 18h15, temos o duelo entre Botafogo e Vitória - com transmissão ao vivo do #NBBnaWeb. Fechando a noite, as 20h30, o Minas encara o Vasco em uma prévia da final, que ocorrerá na terça (31). Os ingressos ao ginásio, que dão direito a permanência nos três jogos do dia, custam R$20,oo (inteira) e R$10,oo (meia). Chegue mais cedo, pois os primeiros a adquirirem seus ingressos pagam um valor de R$10,oo (promocional).

MAIS: Copa Avianca: Vitória na estreia
Copa Avianca: Triunfo contra os baianos

Copa Avianca: Terceira seguida
Copa Avianca: O Minas vem aí

Comentários

Postar um comentário