Copa Avianca - Os adversários

Copa Avianca vem aí [Stephan Eilert/Solar Cearense/Divulgação/Botafogo/Staff Images/Flamengo/Carlos Gregório Jr/Vasco/Divulgação/LNB]

A Copa Avianca, último torneio preparatório antes do início do Novo Basquete Brasil, se aproxima. Tendo a Arena Minas, em Belo Horizonte, como palco dos jogos, o torneio reunirá seis franquias da elite do basquete nacional. Os jogos ocorrem entre os dias 25 e 31 de outubro. No post de hoje a Ultras destaca os adversários minastenistas na competição. Confira como Basquete Cearense (27), Botafogo (29), Flamengo (25), Vasco (30) e Vitória (26), se prepararam para a temporada 2017/2018.

Elenco do Basquete Cearense [Solar Cearense/Danusio Jr.]

Basquete Cearense - A equipe de Alberto Bial viveu algumas reformulações em relação a última temporada. No que envolve o Minas, a equipe cearense recebeu o armador Paulinho Boracini. Por sua vez o técnico Flávio Espiga e o ala Audrei trocaram Fortaleza por Belo Horizonte. Os cearenses se reforçaram com Betinho (Campo Mourão), Eric Laster (Loyola College - NCAA), Nathan Benjamin (Sonoma State - NCAA), Wallisson Guilherme (Joinville) e Bruno Fiorotto (Vasco). A equipe ainda renovou com Davi Rossetto, Rashaun, Sualisson, Felipe Ribeiro, Matheus Leal e Leonardo Waszkiewicz.

Até o momento a franquia nordestina realizou sete amistosos. Foram quatro contra equipes internacionais, enfrentando as seleções de Camarões e do Chile, e três contra times NBB, o Botafogo, o Minas e o Vasco. O time vem com saldo positivo, tendo perdido apenas um jogo para Camarões e vencido seus outros seis duelos.

Elenco do Botafogo [Facebook/Reprodução]

Botafogo - Estreante no NBB, a equipe botafoguense vem de título na última Liga Ouro. O técnico Márcio de Andrade conseguiu a renovação de nove atletas. Ficam no Botafogo o americano Jamaal Smith, estrela da última conquista, além de Rafinha, Guga Ceccato, Arnaldinho, Fabrício Veríssimo, Douglas dos Santos, Gabriel Oliveira, Robertão e Rodrigo Bahia. O clube reforçou o elenco com o ala norte-americano Cameron Tatum (Mornar Bar - MON), e com o brasileiro Gabriel Oliveira (Blumenau), além dos pivôs Átila dos Santos (Ikingos - BOL)  e André Coimbra (Vitória).

Na preparação para a temporada o Botafogo realizou três amistosos. O clube perdeu para o Basquete Cearense (80-65) e para a Seleção Chilena (72-47), e obteve um triunfo contra o Vitória (86-82). Toda a pré-temporada botafoguense foi realizada no Rio de Janeiro, utilizando as dependências de General Severiano.

Elenco do Flamengo [@timeflamengo]

Flamengo - A tradicional equipe carioca passou por uma pequena reformulação de elenco após a queda nas quartas-de-final do último NBB. Dos nomes mais badalados, saíram o armador Ricardo Fischer, para a Espanha, e o pivô Rafael Mineiro, para o Franca. O técnico José Neto, por sua vez, ganhou os reforços do armador venezuelano David Cubillán (Trotamundos de Carabobo - VEN), do armador Arthur Pecos (Paulistano), do ala Henrique Pillar (Brasília) e do pivô americano MJ Rhett (Leones de Santo Domingo - RDO). A equipe ainda renovou com Humberto, Ronald Ramon, Marcelinho Machado, Marquinhos, Olivinha e JP Batista.

O Flamengo já realizou dez jogos na pré-temporada, tendo perdido apenas uma partida. A equipe começou vencendo a UniFacisa (73-67), equipe regional da Paraíba, na inauguração de um ginásio local. Depois participou do Torneio Internacional de Lima, no Peru, onde bateu o local Regatas Lima (84-44),  e obteve uma vitória e uma derrota contra o Bahia Basket (62-58 e 73-82). No Rio, alcançou um duplo triunfo contra o Vitória (74-66 e 74-70). Por fim, na Colômbia, classificou-se pra segunda fase da Sulamericana de forma invicta, batendo San Martin (76-75), Hebraica Macabi (91-57) e Cimarrones (80-70).

Elenco do Vasco [Paulo Fernandes/Vasco]

Vasco da Gama - O time do técnico Dedé Barbosa foi um dos que mais revolucionou o seu elenco em relação a temporada passada. A equipe renovou apenas com os armadores Nezinho e Bruninho, e com o escolta David Jackson. No mais, foram oito reforços, que terão seus primeiros desafios justamente nos amistosos no Rio de Janeiro. Chegam ao cruzmaltino o armador Fúlvio (Brasília), os alas Gui Deodato (Bauru), Gustavo Basílio (Pinheiros) e Dedé Stefanelli (Franca), os ala-pivôs Guilherme Giovannoni (Brasília) e Chris Hayes (Vitória), e os pivôs Lucas Mariano (Brasília) e Renato Carbonari (Paulistano).

Na pré-temporada treinou integralmente no Rio. Realizou três amistosos, perdendo para o Basquete Cearense (78-82) e derrotando a Seleção Chilena (70-62) e o Vitória (78-73). 

Elenco do Vitória [EC Vitória/Divulgação]

Vitória - Boa parte do elenco do técnico Régis Marrelli foi preservado para mais um NBB. O clube baiano renovou com Kenny Dawkins, Victor Palma, André Góes, Arthur Belchor, Renato Scholz, Edu Mariano e Douglas Kurtz. A equipe ainda foi ao mercado, trazendo João Pedro Martins (São José), Nick Okorie (Niagara River Lions-CAN), Matt Shaw (Gimnasia Indalo), Maique Tavares (LSB) e Murilo Becker (Vasco).

A pré-temporada dos baianos foi umas das mais cheias. A equipe realizou treze jogos. Pelo campeonato baiano, com nível semi-amador, o clube alcançou seis tranquilas vitórias - todas com contagem centenária. Em um tuor de amistosos no Rio, perdeu quatro partidas contra NBBs, caindo para o Flamengo (66-74 e 70-74), para o Vasco (73-78) e para o Botafogo (82-86). Já em Salvador, sediando o grupo C da Liga Sulamericana, a equipe foi eliminada ao perder para Estudiantes (73-79) e Guaros de Lara (62-89), e vencer apenas o Malvin (70-69).

Em resumo - O Minas, que iniciou sua pré-temporada no início de agosto, já realizou quatro amistosos. Em um tuor no Rio, perdeu para o Basquete Cearense (64-77) e bateu a Seleção Chilena (77-37). Já em São Paulo, jogando em Sorocaba, venceu por duas vezes a Liga Sorocabana (77-71 e 82-74). Vivendo realidades distintas, inclusive quanto a disputa de competições oficiais, as seis franquias da Copa Avianca chegam a competição com níveis distintos de preparação. Confira o quadro abaixo:


A Copa ganha uma importância fundamental por permitir, a poucos dias do início da maior competição do país, que as equipes realizem seis jogos de nível NBB. Um momento de sintonia fina, para realizar os ajustes finais e, até mesmo, notar posições carentes dentro dos elencos. Para saber mais sobre a dinâmica da Copa Avianca, clique aqui.

MAIS: Copa Avianca: Estrutura
Amistosos: Duas vezes Sorocaba
LDB: Guia da primeira etapa

Copa Avianca: Preparação

Comentários