Seleção Brasileira - Campeões Sulamericanos na Sub14


Com a presença de dois minastenistas a Seleção Brasileira de Basquete Masculino, categoria sub 14, conquistou na noite de ontem o Campeonato Sulamericano da FIBA. A competição ocorreu entre os dias 27 e 31 de outubro, na cidade de Maturin, na Venezuela. A jornada do grupo para o título internacional começou em Belo Horizonte. O elenco brasileiro, liderado pela técnica Thelma Tavernari, realizou o seu período de treinamentos na cidade.

Na convocação promovida logo após a disputa da Copa Brasil de Clubes, também disputada em BH, três atletas do Minas somaram aos vinte e quatro relacionados por Thelma. A lista final para o torneio foi reduzida pela metade, seguiram no elenco os minastenistas Matheus Honorato (ala) e Vitor Ibiapiana (ala-pivô) - o também ala Pedro Borba, um dos destaques da Copa de Clubes, acabou permanecendo na capital mineira.

Fase de grupos - O Brasil caiu no grupo B da competição, junto a anfitriã Venezuela, além de Chile e Paraguai. Pelo regulamento, os dois primeiros colocados de cada grupo, após a disputa de todos contra todos, avançavam para a semi-final. Os brasileiros estreavam contra os chilenos, na sexta (27). 
Lidando com o nervosismo da estreia, o Brasil venceu por 65-55 [12x9/ 13x12/ 19x16/ 21x18]. O ala Matheus Honorato (foto abaixo) anotou 2 pontos, 1 recuperação e 1 toco. Já o ala-pivô Vítor Ibiapina foi poupado no primeiro jogo brasileiro.


No dia seguinte o Brasil teve um jogo bem mais tranquilo contra o selecionado paraguaio. MVP da final Copa Brasil, Ibiapina fez uma boa estreia na competição. O atleta anotou 5 pontos, 12 rebotes, 5 assistências, 4 recuperações e 1 toco. O ala Matheus ajudou a seleção com 7 pontos, 2 recuperações, 1 rebote e 1 toco na partida. O Brasil alcançou o placar de 87-50 [20x17/ 22x10/ 25x10/ 20x13]. O próximo duelo, contra os venezuelanos, definiria o adversário na semi-final.

Já classificados, Brasil e Venezuela fizeram um jogo intenso. Ambos tentavam evitar a invicta Argentina já na semi. O ginásio de Maturin estava completamente lotado para o confronto, o que acentuou o forte calor comum na região. Os expectadores foram contemplados com uma grande partida. Após várias trocas de liderança no placar os donos da casa estavam, nos últimos segundos, vencendo por 62-59. O Brasil, porém, guardou uma bola de três e levou o jogo para a prorrogação. No tempo extra a vitória foi brasileira, por 72-69 [12x17/ 24x17/ 10x18/ 16x10/ 10x7].

Segunda fase - Classificados com a primeira colocação do Grupo B, os brasileiros enfrentariam o Uruguai, segundo da outra chave, na semi-final. Com um primeiro tempo de gala, abrindo quase dois dígitos de frente, a seleção não teve sustos para alcançar sua vaga na final. Vitória por 67-55 [17x15/ 20x13/ 9x15/ 21x12]. Honorato anotou 10 pontos, 3 rebotes, 2 assistências e 2 recuperações, e Ibiapina (foto abaixo) alcançou 1 rebote no jogo.


Na outra semi-final a Venezuela obteve uma vitória heroica contra os argentinos. O triunfo por 55-54 empolgou ainda mais os anfitriões para a disputa contra o Brasil. Na noite de terça (31), o Ginásio Gilberto Roque Morales estava abarrotado. A televisão local, através do canal La Tele Tuya, transmitia o embate. Encarando com serenidade toda a pressão, os brasileiros foram impecáveis. O primeiro quarto foi o único em que os venezuelanos anotaram dois dígitos, nos demais, supremacia em verde e amarelo. Vitória do Brasil por 73-28 [19x10/ 16x4/ 24x6/ 14x8]. Ibiapina contribuiu com 3 rebotes, 2 assistências e 1 recuperação, enquanto Matheus somou com 3 rebotes e 1 toco.

O Brasil ficou com o título da competição, com Venezuela e Argentina completando o pódio. O escolta brasileiro Felipe Motta, que atua no basquete italiano pelo Estella Azurra Roma, foi eleito o MVP do Campeonato Sulamericano. Os minastenistas Matheus Honorato e Vitor Ibiapina já estão a caminho de Belo Horizonte. 

MAIS: Seleção: Três na Sub14
Sub14: Especial do título
Sub14: É campeão!
Sub16: Guia Ultras

Comentários

Postar um comentário